terça-feira, 21 de junho de 2016

Pausa

Pausa... preciso de uma pausa... para voltar para o meu lugar... para me achar... para consertar minha vida...

Tem dias que acordo assim... minha vida parece estar em stand-by. Acabei de ver uma menina que estudava comigo... posso usar um termo bem preconceituoso? Burra, burra, burra igual uma porta... fazia jus ao esteriótipo de loira burra. Ela estava saindo da porta da escola onde pappy trabalha com seus filhos... entrando em uma baita perua Mitsubishi, toda chicosa... e eu andando com meu Toddy, 1995.

Bem que a bíblia diz que o mundo jaz no maligno. As coisas nessa Terra não tem lógica. Vi esses dias uma matéria falando que mais de 100 mortes por frio já foram registradas esse ano. E ninguém faz nada? Eu tento fazer minha parte, sempre que dá eu ajudo alguma instituição, o pessoal que leva sopa na rua... mas daí eu vejo que a prefeitura da minha cidade - com tanto prédio público abandonado - colocou o pessoal da rua para dormir no ginásio da cidade. E se as igrejas - todas, porque aqui na minha cidade só tem um salão paroquial fazendo isso - abrirem seus templos para dar abrigo, e de quebra pregar a palavra?! 

Eu ando muito amarga, deve ser esse meu problema. Eu acho que minha vida está sem função no mundo. Eu não estou fazendo nada de útil para mim, nem para o próximo. Eu não tenho cuidado da minha saúde... ando com muita preguiça de levantar de manhã para fazer qualquer tipo de exercício... por isso, estou engordando, engordando, engordando... Eu não consigo organizar meus horários e me sinto escrava da casa: lavar, passar, cozinhar, limpar... de novo: lavar, passar, cozinha, limpar... 

Achei que a Tampinha Neguinha ia ser um up na minha vida, mas sinto que ela não vai resolver meus problemas. Aliás, estou apanhando horrores para ensinar o lugar certo do xixi... não sei como fazer isso dar certo!

Desculpe, mas estou amarga. Amarga demais. Queria sumir no mundo e ter cinco minutos de paz, só para mim. Para ficar sozinha e conseguir reorganizar minha vida, estabelecer metas, tomar aquele ar fresco que a vida precisa de vez em quando.

Ando neurótica com a violência, com roubos e furtos acontecendo a todo tempo. Não gosto de ficar acompanhando esse tipo de coisa, mas parece que as notícias pipocam na nossa cara, só para nos deixar preocupados. Sei que Deus está comigo e me guarda e me livra.. e que Ele é Deus não importa o que aconteça.

Tá vendo com estou mal? Preciso de ajuda, preciso de férias para minha cabeça e para minha alma.

Desculpe o tom deprê.


18 comentários:

Lis Silva Souza disse...

Nana, essas fases de amargura são normais.
Vivemos tempos insanos onde o desonesto é recompensado e o justo padece pra conseguir se manter.
Vivemos tempos difíceis onde ver o próximo sofrendo e morrendo parece não causar comoção.

Mas, quem consegue se incomodar, sentir e se rebelar são os que mantém o coração longe da dureza, perto da bondade!

Deus é bom e vê que seu coração se mantém humano e aberto. Ele vai curar essas feridas e te dar força para mudar o que você pode mudar.

Eu sei disso!

​​Um beijo,

Lis​ Silva Souza​
Estilo pra Vida​ Real​​ | Youtube | Snapchat: EstilopraVida | Twitter | Facebook

Ana Paula disse...

Que palavras lindas, Lis!!! Obrigada mesmo!! Deus abençoe!

Micha Descontrolada disse...

Eu ando um pouco assim, desacreditada do mundo e das pessoas. Tentando fazer o meu melhor e seguir em frente, mas tem dias que o desânimo bate. procura uma terapia que ajuda. To fazendo uma em grupo, mas são só 8 encontros e já tá acabando, ao final vou procurar uma individual, para tentar me encontrar, ver o que posso fazer para melhorar.

Melhoras aí, fique bem.

Beijossssssss
┌──»ʍi૮ђα ツ

Lenise Battisti disse...

A vida é feita de altos e baixos, é natural que em alguns momentos, a gente queira se isolar um pouco e sinta que nada está dando certo. Já passei por momentos assim e sei como é, espero que essa fase passe logo em sua vida, e você consiga reconhecer seu valor e se sentir melhor com o que acontece em sua vida.

http://lenabattisti.blogspot.com.br/

Ana Paula disse...

Também estou pensando na terapia... obrigada pela ajuda!

Ana Paula disse...

Obrigada pela visita e pelas palavras de carinho. Deus abençoe!

Deise Almeida de Jesus disse...

Olá querida Ana, é bom desabafar, é bom dividir o que se sente. Eu te desejo o melhor, e oro para que você encontre paz, e resposta para tudo aquilo que você precisa :)

Um grande beijo, eu mando através desses comentários, pensamentos positivos!


Blog Senhorita Deise

Instagram

Danielle Marques disse...

oi minha querida, não poderia faltar meu abraço a vc nesse post né? sou muito fiel pra te deixar sem nenhuma palavra de conforto de minha parte, por isso, te digo: sinto a mesma coisa que vc. me sinto perdida nesse mundo cego e sem amor, tudo ficou tão comum que fazer o bem é quase que ser um extra terrestre por aqui. tbm nao sei me encontrar em lugar nenhum, de repente tudo virou só obrigação, coisas de casa, trabalhar e só. só dá tempo pra isso. engordei demaaais, vivo ansiosa, nervosa, negativa. sera reflexo do mundo atual em nós? meu abraço pra vc vai de quem está no mesmo barco, tentando remar pra uma direção que não sei onde é, isto é, se me restar energias pra remar tbm... incrivel como vc fala minha lingua! sei que minhas palavras nao sao reconfortantes, mas só te digo uma coisa: vc não tá sozinha com esse sentimento horrivel não.

Ana Paula disse...

Deise, muito obrigada pelo carinho e atenção.
Volte sempre! Deus abençoe!

Ana Paula disse...

Como sempre, parceira e presente. Obrigada pelo carinho e pelas palavras de conforto, Dani. Estamos juntas no mesmo barco e que Deus nos ajude a remar para a direção certa, né?! Bjs e fk c Deus.

Mirys Segalla disse...

Sis: respira!
Mas saiba que você já deu um GRANDE PASSO rumo à organização da mente (e tudo se segue a isto): você verbalizou. Agora, consegue ver, um pouco mais claro, o que te incomoda, o que te alegra, o que gostaria de fazer, o que vê faltar no mundo (e saber por onde começar a agir).
E, se precisar de colo, Araraquara é bem pertinho, tá? E tem café e chá!
Bjos e bençãos.

Fernanda Rodrigues disse...

Menina,
entendo a pressão. Entendo o cansaço. De qualquer forma, você acabou de se casar. Pense nisso tudo como uma fase de adaptação. Logo, tudo entra nos eixos!
Estou na torcida!

Beijos,

Algumas Observações

Ana Paula disse...

Opa...café e chá e uma ótima companhia parecem muito bom ;)
Obrigada pelo carinho, sis.

Ana Paula disse...

Enquanto isso, a gente escreve para desabafar ;)
Obrigada pelo carinho de sempre, Fê.

Hellz. disse...

Olha... compreendo. Também tenho andado numa vibe meio amarga onde vejo tudo caminhando pros outros e pra mim nada. COmo dizem... são altos e baixos. Só acho que tá demorando pra esse alto me chegar HAHAH

beijo
beinghellz.com

Ana Paula disse...

Nem me fale... mas vamos em frente porque não dá para parar... e que Deus nos ajude.

Aline disse...

Nana, eu espero que você esteja melhor ♥
Não sei se é o ano, o alinhamento dos planetas, mas acho que tem uma energia pesadinha nesse ano, porque muitas pessoas estão passando por algo parecido, inclusive eu que também perdi o rumo e estou tentando me encontrar e essa é a lição mais valiosa que estou aprendendo e vim te contar: A gente sempre se encontra de novo e quando isso acontece descobrimos que somos muito fortes e incrivelmente gigantes!
Respeite-se, mas não desista, tudo vai ficar bem!

Um beijo!

Inventando Assunto

Ana Paula disse...

Oi Aline, obrigada pela visita e pelo carinho. Ainda estou tentando me encontrar. Bj e fk c Deus.