sexta-feira, 10 de junho de 2016

Postagem Coletiva Junho - Projeto Escrita Criativa

Oi, tudo bem?

Finalmente, cheguei no tema do mês corrente... "Quando o quente e o frio se encontram"... Hum, sinceramente não sei o que escrever.

Mas, se começar a pensar bem e a jogar algumas ideias para Dr. Google me ajudar, acho que consigo começar a formular alguma coisa.

Existe um texto na bíblia que fala sobre a frieza humana e sobre sermos mornos:

“Conheço as tuas obras, que nem és frio nem quente. Quem dera fosses frio ou quente! Assim, porque és morno e não és frio nem quente, vomitar-te-ei da minha boca.”
(Apocalipse 3.15,16)

Esses versículos se encontram no livro de Apocalipse e foram endereçadas à igreja de Laodiceia. Sete igrejas receberam cartas com elogios, repreensões e ações práticas as quais elas deveriam seguir. A cidade de Laodiceia enfrentava grandes problemas com o fornecimento de água, que por sua vez para suprir a população construíram tubos conectados a uma fonte distante. Mas, no momento em que a água chegava, ela estava morna e desagradável. Diferentemente, a cidade vizinha de Hierápolis tinha fontes medicinais quentes; e outra cidade vizinha, Colossos, era saciada por meio da água fresca da montanha. Por isso a comparação do comportamento humano à temperatura da água.

Considerando o frio que está lá fora - aqui bateu 2° ontem e na capital chegou à 0° - e que presumo que todos tenhamos casa, comida, cama e roupas para nos aquecer, que tal refletirmos sobre a nosso "mornidão" (será que existe essa palavra?!) em relação ao nosso próximo?

Que tal a gente carregar um agasalho que não usa mais (mas que esteja em bom estado, pelo amor de Deus) no banco de trás do carro ou no baúzinho da moto para doar para alguém que está na rua sem roupa de frio?

Que tal a gente ter um biscoito para cachorro ou gato na bolsa para poder alimentar um pequeno na rua?

Que tal a gente pagar um lanche ou salgado praquele tiozinho que fica pedindo esmola, sentado no chão frio da calçada?

Muitas vezes, infelizmente, parecemos com os irmãos daquela cidade dos tempos bíblicos: somos muito indiferentes. Estamos nos transformando em pessoas frouxas quando o assunto é o amor ao próximo, levar o Evangelho de Cristo de forma prática e não completamente sem gosto, preguiçosos e ociosos. Não foi isso que Jesus ensinou. 

Pare de ficar se intrometendo na vida das pessoas, de ficar esquentando a conversa com comentários maldosos e vá fazer a diferença no mundo! Jogue a preguiça fora, e vá contribuir com o serviço de Cristo.

Como cristãos e seres humanos, temos que prestar atenção ao lado e não podemos ser indiferentes as necessidades de todos aqueles que estão precisando de algo, tanto fisicamente quanto espiritualmente.

Vamos ser quentes; vamos fazer o nosso quente se encontrar com o frio do mundo aí fora e fazer a diferença:

“E não vos conformeis com este século, mas transformai-vos pela renovação da vossa mente, para que experimenteis qual seja a boa, agradável e perfeita vontade de Deus.” (Romanos 12.2)


Um comentário:

Petitluxo disse...

Fazer o bem e ajudar o próximo é a melhor coisa do mundo, Jesus passou toda sua vida fazendo isso, quem somos nós para não fazer nem que seja uma vez..Adorei o texto Gostaria de deixar aqui um convite para você participar de uma plataforma para bloggers, muito interessante ademas ajuda muito na divulgação dos nossos blogs, é totalmente gratuita..Dá uma olhada si gostar cadastra seu blog, será muito bom ter seus post la na plataforma. Bjuss
www.feedhi.com