Pular para o conteúdo principal

Menos um

Oi, tudo bem?

Já faz quase seis meses que me casei e, somente ontem, consegui tirar o último elefante cor-de-rosa das minhas costas: o vídeo e o álbum do casamento.

Desde que voltamos de lua-de-mel e pegamos as primeiras fotos (as primeiras 1317), ficamos um pouco decepcionados com o "aparente" resultado final. 

Primeiro, porque quando fomos contratar a empresa, o garoto fez questão de contratá-los porque eles são cliente dele. E, no dia do nosso casamento, a suposta equipe que contratamos foi trocada por uma secundária e quem o garoto queria que estivesse lá, não estava. Depois da volta de lua-de-mel, descobrimos que eles fizeram outro casamento no mesmo sábado que o nosso, talvez porque no nosso casamento não tinha recepção e, por tabela, eles não iam comer e beber de graça.

Nas nossas conversas durante o fechamento do contrato, eles nos informaram que faziam apenas um evento por noite.

Desde de sempre, eu disse que gostaria muito - MUITO mesmo - que as fotos pós-cerimônia fossem feitas na estação de trem da nossa cidade. No dia do nosso casamento, ninguém teve o cuidado de ligar para os responsáveis da segurança para pedir que deixassem o prédio aberto para podermos fazer as fotos dentro da estação. Conclusão: nossas fotos foram feitas na praça da frente da estação e nos trilhos da estação de trem; os trilhos estavam molhados, sujos, cheios de mato e de bichos como formigas, baratas, sapos e devia ter escorpiões também, mas graças a Deus nenhum subiu no vestido, com exceção de uma formiga que picou bem meu bumbum.

Daí, nós achávamos que o material iria ficar pronto rápido, mas foram quase seis meses entre provas, escolhas e definições. A empresa me solicitou duas músicas para o vídeo do casamento; na semana que eles iam entregar o vídeo, fiquei sabendo que uma das músicas que escolhi não tinha dado certo (nas palavras do fotógrafo, ela não combinava com o ritmo do filme) e eles colocaram mais 3 músicas além de outra música no lugar da que eu tinha escolhido e não tinha dado certo. Só que ninguém me consultou a respeito. 

Virei noiva chata nessa hora! Pedi a lista das músicas e disse que queria trocar todas; mesmo tendo gostado de uma ou outra, não gostei da atitude da empresa de tomar decisões sobre o MEU vídeo de casamento sem ME consultar antes. E, com isso, foram mais duas semanas de espera.

Finalmente ontem, eu consegui ir buscar todo o material e.... graças a Deus, eles nos surpreenderam no resultado final.

O álbum ficou enorme e extremamente clássico, de bom gosto, bem de acordo com a nossa personalidade. 

A qualidade do som e da imagem do vídeo ficaram excelentes, a edição foi perfeita; além disso, tiveram detalhes que fizeram toda a diferença no final das contas.

Graças a Deus, eles nos surpreenderam da melhor forma possível.

Comentários

É complicado quando uma empresa promete uma coisa e devolve outra. Ainda bem que tudo deu certo no final!

Beijos,

Algumas Observações

Aline disse…
Nana,

Realmente quando a gente contrata um serviço espera que saia como combinado!
Que pena que você não conseguiu tirar as fotos onde queria! Mas que bom que no final deu tudo certo!

Beijão!
Inventando Assunto
Que chato isso, mas que bom que no final gostaram do resultado.
Pena são os aborrecimentos no caminho.
O meu também peguei uns 6 meses depois, porque demorei a escolher as fotos, aí tinha prova, voltava...

Uma amiga tá lutando pra conseguir o album dela, já tem quase 2 anos que casou, e há 6 meses o fotografo parou de dar qq notícia. no face dele tem várias noivas reclamando. Imagina o panico?

Beijossssssss
┌──»ʍi૮ђα ツ
Ana Nana disse…
Ainda bem que o resultado final ficou lindo!
Obrigada pelo carinho e pela visita.
Ana Nana disse…
Algumas coisas nos deixaram chateados e até um pouco decepcionados, mas o resultado final ficou lindo. Então, valeu a pena!
E o melhor são as lembranças.
Obrigada pelo carinho e pela visita!

Postagens mais visitadas deste blog

Tag de tudo um pouco

Oi, tudo bem?
A Mila me indicou nessa tag e eu amo participar de blogagens coletivas e tags, então... vamos lá:
Regras Deve indicar 11 blogs com menos de 500 seguidores; Colocar o selo da Tag; Colocar os créditos ao blog Atrás da Penteadeira; Colocar o blog que te indicou.


Perguntinhas 1- Qual seu estilo musical preferido? Boa pergunta...geralmente, gosto do que está tocando no rádio..se for pop rock, melhor ainda.
2- Qual peça de roupa é sua queridinha no momento? Meus shortinhos de calor, fresquinhos e floridos para ficar em casa de bobeira.
3- Qual de seus esmaltes é o mais divo? Marca e cor. Babado Forte, da linha Color Trend da Avon
4- Shorts ou saia? Por quê? Sempre shorts, não muito curto. Saia só se for longa.
5- Cabelo liso ou cacheado? Sempre cacheado
6- Salto ou sapatilha? Depende da ocasião.
7- Brigadeiro ou sorvete? No verão, um bom picolé de limão. No inverno, o brigadeiro de panela é imbatível.
8- Doce ou salgado? Depende do humor do meu estômago.
9- Como você define seu estilo? Casual.
10- Você…

Firme e forte e outras estórias

Oi, tudo bem?
Gostou do título do post? Firme e forte. Tudo bem que quase ninguém deu a mínima para o meu post anterior (só teve um comentário), mas eu continuo na vibe de melhorar a minha saúde. #chateada
Hoje, particularmente, estou mais disposta e isso graças à Neguinha. Ela deu de querer brincar de jogar a bolinha toda vez que eu apareço na porta da cozinha. Só que agora não é só jogar a bolinha: é correr pelo quintal atrás dela para pegar a bolinha para jogar de novo. Gastei hoje uns 10 minutos assim e já fiquei com a língua de fora, igual a ela rsrsrs.
A minha meta de caminhada+dieta foi interrompida semana passada: comecei a semana super bem, comendo certinho e fazendo exercícios todos os dias. Mas, na quarta passada, o garoto bateu o carro! :(
Ele estava descendo uma avenida e o carro da frente freou bruscamente para um outro carro, que fez a conversão sem ligar a seta, passar. Conclusão: o garoto bateu atrás do carro que freou! O carro que virou sem seta foi embora como se não ti…

Retrô 2016 - O ano!

Oi, tudo bem?
Último dia do ano, não podia faltar né?! Retrô 2016!!! "O" ano! O ano que virei gente grande, casei, virei "mãe" e nem atualizei tanto o blog porque a vida foi bem movimentada.
Mas ainda temos alguns registros aqui e lá vamos nós para relembrar:
1) Comecei o ano na igreja, com um baita crise de choro por saber que era minha última virada solteira. Tivemos a saga da #operacaocasamento com todos os preparativos descritos a cada cinco dias. E claro, com direito à um spin-off  sobre o presente misterioso.
2) Se 2016 foi "O" ano, Fevereiro foi "O" mês: mês do casamento, da lua de mel, do início da vida de casada.
3) Eu já estava com "tlinta e tlês" anos e já era uma senhora casada, sofrendo para aprender administrar tanta novidade junto. 
4) Abril foi o mês dos "primeiros": primeira tentativa de adotar uma "filha", primeiro acidente doméstico, primeira intoxicação sem ajuda de mammy. Ufa, eu sobrevivi!
5) Maio foi…