quarta-feira, 24 de agosto de 2016

Projeto Escrita Criativa - Agosto: Ventos que vem e vão

Oi, tudo bem?

Aproveitando o embalo de ontem para regularizar minhas publicações com o grupo, já vou colocar  publicação do texto de agosto.

O tema mais votado foi Ventos que vem e vão... tema vago, não?! Diria até meio filosófico.

Pensando na pobre e insignificante existência humana, podemos considerar que somos apenas "poeira no vento"; hoje estamos, não sabemos como estaremos no segundo a seguir. Isso pode nos causar desânimo, baixa auto estima, falta de perspectiva porque sentimos como se não fôssemos grande coisa; afinal, o que sou eu na imensidão do universo?

Só que da mesma forma que não somos nada, podemos também ser tudo. Só depende de cada um de nós. Quando der aquela vontade de fazer alguma coisa, de começar um novo projeto - ou de REcomeçar um projeto; aquele pique que aparece de repente, aquele up na vida que acontece do nada... essa é A HORA. 

Hora de fazer acontecer, hora de fazer a diferença, hora de ser mais para você, para alguém, para Deus, para o universo.

Considerando o tema do mês - Ventos que vem e vão - podemos tomar várias histórias de grandes pessoas que no momento A estavam por baixo e, no momento B, simplesmente arrasaram tudo.

Essa é a beleza da vida; a nossa fragilidade, a nossa frivolidade pode ser mudada em apenas um segundo, em apenas um instante - para o melhor e para o pior.

Os "ventos que vem e vão" na nossa vida podem nos trazer coisas boas... ou coisas ruins. A saúde está ótima? Daqui a pouco, vai estar ruim. O casamento está uma drogra? Daqui a pouco, vai estar bom de novo. Tudo - absolutamente tudo - na nossa vida tem altos e baixos, bons e ruins, ventos que vem e vão.

Por isso, viva intensamente; curta cada momento; faça a diferença para você, para o seu próximo (não interessa qual o próximo), para Deus, para o universo. Não seja mais apenas um grão de areia na praia, mas seja O GRÃO de areia na praia.

Desculpe pelo texto auto-ajuda, mas foi o que o tema me inspirou.

5 comentários:

Hellz. disse...

Verdade, viu. Não tem nada na vida que seja fixo. As vezes é ótimo, as vezes é ruim... mas que tudo passa, passa sim ;D essa é uma coisa que a gente tem de se conformar HAHAH

beijo
beinghellz.com

Fernanda Rodrigues disse...

Vejo esse tema como o olhar que damos à vida! :)
É poético! :D

Beijos,

Algumas Observações

Ana Nana disse...

Realmente, Fê. O tema nos leva a refletir sobre vários ângulos da nossa vida. Bastante poético e filosófico. Eu gostei de poder escrever sobre isso ;)
Obrigada pelo carinho e pela visita

Ana Paula Borges disse...

Amei o seu texto! Com a correria e stress da vida, muitos não conseguem aproveitar o tempo presente. bjsss www.janelasingular.com.br

Ana Nana disse...

Com certeza, precisamos diminuir o ritmo para dar valor ao que realmente importa.
Obrigada pelo carinho e pela visita!