Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Outubro, 2016

Projeto Escrita Criativa Outubro - Eu cresci

Oi, tudo bem?
Nossa, sempre tem aquele momento na vida que a gente percebe isso, né?! Aquele dia quando você recebe o primeiro boleto no seu nome kkkk, a primeira fatura do cartão de crédito, a primeira CNH, o primeiro registro de emprego na carteira... nossa, tem muitos momentos assim.
Eu acho que não me lembro do primeiro momento que tive a sensação de que eu tinha crescido. Eu queria muito a minha independência e corria atrás para caramba disso. Não comecei a trabalhar cedo porque meus pais não deixaram - meu primeiro estágio foi com 20 anos.
Mas depois que o bichinho do trabalho me picou, eu não parei mais. Eu adoro me sentir útil, ocupada, seja no trabalho remunerado ou fazendo as coisas para a família, para o garoto. Eu acabo acumulando funções na vida porque gosto disso: tenho meu trabalho, faço as vezes de marketing/financeiro da empresa do garoto, cuido do blog, da casa, do garoto, da Neguinha, da mammy, do pappy...ufa! Eu adoro tudo isso.
É muito bom crescer, ser independente, c…

Firme e forte e outras estórias

Oi, tudo bem?
Gostou do título do post? Firme e forte. Tudo bem que quase ninguém deu a mínima para o meu post anterior (só teve um comentário), mas eu continuo na vibe de melhorar a minha saúde. #chateada
Hoje, particularmente, estou mais disposta e isso graças à Neguinha. Ela deu de querer brincar de jogar a bolinha toda vez que eu apareço na porta da cozinha. Só que agora não é só jogar a bolinha: é correr pelo quintal atrás dela para pegar a bolinha para jogar de novo. Gastei hoje uns 10 minutos assim e já fiquei com a língua de fora, igual a ela rsrsrs.
A minha meta de caminhada+dieta foi interrompida semana passada: comecei a semana super bem, comendo certinho e fazendo exercícios todos os dias. Mas, na quarta passada, o garoto bateu o carro! :(
Ele estava descendo uma avenida e o carro da frente freou bruscamente para um outro carro, que fez a conversão sem ligar a seta, passar. Conclusão: o garoto bateu atrás do carro que freou! O carro que virou sem seta foi embora como se não ti…