Pular para o conteúdo principal

Black November

Oi, tudo bem?

Todo mundo conhece Black Friday, torce pela Black Friday, espera pela Black Friday. Mas e quando você tem um Black November pra lidar, hein?!

O início do mês foi tenso, como foi descrito no post anterior. Depois do baque da perda da mãe da minha amiga (que era tia da turma desde sempre, daquela que nos dava carona quando ainda não tínhamos CNH) e da perda do meu querido professor (quem quiser ter uma ideia de como ele era figura, clica aqui), cai de cama por causa de um resfriado pesado. E olha que fazia tempo que eu não pegava um resfriado desses.

Abandonei a casa, deixei as atividades pendentes e fiquei curtindo cama, chá, caldinho de mammy e mimo do garoto. Quando comecei a melhorar, o garoto caiu de virose.

Mas não foi uma virose qualquer. Ele passou tão mal na última segunda pela manhã que não conseguiu segurar e lavou o banheiro da suite com vômito. Coitado, fiquei morrendo de dó. Sabe aquela situação que você não sabe se vomita ou se c***? Exatamente assim; quem já teve virose das bravas, sabe do que estou falando.

Mudei ele pro banheiro social e criei coragem (Deus sabe onde!) para limpar o banheiro da suite. Só que ele continuou a passar mal... e eu tive que limpar o segundo banheiro também. Limpeza pesada, daquelas bravas mesmo, se é que me entende.

Tive que levar o garoto pro hospital de SAMU (e ninguém merece andar naquela ambulância que balança mais que carroça) e ele tomou soro para reidratar. Ficou a semana toda de molho em casa, com diarréia, cólicas históricas e fraqueza. A recuperação foi aos pouquinhos com caldinho da mammy (aliás, eu preciso aprender a fazer caldo de legumes urgentemente!), muito Gatorade, salada e frutas. Saldo final: cinco quilos a menos em três dias. 

Conclusão: mais uma semana que abandonei a casa, deixei as atividades pendentes e fiquei de enfermeira. 

O feriado prologado (na minha cidade também é feriado no dia 20) veio em boa hora. No sábado, só não lavei o telhado porque choveu. Fiz aquela faxina na casa de acordo, com todos os produtos de limpeza que tem direito. Depois, coloquei dona máquina de lavar para trabalhar e fui cuidar de mim: pé, mão, sobrancelha (estava parecendo o Melocotom), depilação, lavar e hidratar o cabelo de acordo. Aproveitei o sinal aberto do Telecine para colocar os filmes em ordem no feriado e faxinar os favoritos do Chrome que estavam abandonados há duas semanas.

Os feriados acabaram, as doenças também (graças a Deus pelo sustento e livramento de coisas piores) e o saldo final pré black friday foi que eu ganhei um celular novo do garoto (o meu estava pedindo clemência depois de 4 anos ininterruptos de uso e vários tombos) e conseguimos uma super promoção pré black friday para comprar a tv do quarto. Ebaaaaaa!!!! Ah, e até Toddynho passou por uma super recauchutagem no mecânico para garantir mais um ano ao meu lado!

E agora, vai começar a época do ano que eu mais "amo". Então, é Nataaaaaaaal.....

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Tag de tudo um pouco

Oi, tudo bem?
A Mila me indicou nessa tag e eu amo participar de blogagens coletivas e tags, então... vamos lá:
Regras Deve indicar 11 blogs com menos de 500 seguidores; Colocar o selo da Tag; Colocar os créditos ao blog Atrás da Penteadeira; Colocar o blog que te indicou.


Perguntinhas 1- Qual seu estilo musical preferido? Boa pergunta...geralmente, gosto do que está tocando no rádio..se for pop rock, melhor ainda.
2- Qual peça de roupa é sua queridinha no momento? Meus shortinhos de calor, fresquinhos e floridos para ficar em casa de bobeira.
3- Qual de seus esmaltes é o mais divo? Marca e cor. Babado Forte, da linha Color Trend da Avon
4- Shorts ou saia? Por quê? Sempre shorts, não muito curto. Saia só se for longa.
5- Cabelo liso ou cacheado? Sempre cacheado
6- Salto ou sapatilha? Depende da ocasião.
7- Brigadeiro ou sorvete? No verão, um bom picolé de limão. No inverno, o brigadeiro de panela é imbatível.
8- Doce ou salgado? Depende do humor do meu estômago.
9- Como você define seu estilo? Casual.
10- Você…

Firme e forte e outras estórias

Oi, tudo bem?
Gostou do título do post? Firme e forte. Tudo bem que quase ninguém deu a mínima para o meu post anterior (só teve um comentário), mas eu continuo na vibe de melhorar a minha saúde. #chateada
Hoje, particularmente, estou mais disposta e isso graças à Neguinha. Ela deu de querer brincar de jogar a bolinha toda vez que eu apareço na porta da cozinha. Só que agora não é só jogar a bolinha: é correr pelo quintal atrás dela para pegar a bolinha para jogar de novo. Gastei hoje uns 10 minutos assim e já fiquei com a língua de fora, igual a ela rsrsrs.
A minha meta de caminhada+dieta foi interrompida semana passada: comecei a semana super bem, comendo certinho e fazendo exercícios todos os dias. Mas, na quarta passada, o garoto bateu o carro! :(
Ele estava descendo uma avenida e o carro da frente freou bruscamente para um outro carro, que fez a conversão sem ligar a seta, passar. Conclusão: o garoto bateu atrás do carro que freou! O carro que virou sem seta foi embora como se não ti…

Resenha - Melhor do que comprar sapatos

Oi, tudo bem?
Segundo livro do ano.. em março #vergonha.
Arrisquei no título Melhor do que comprar sapatos, da Cristiane Cardoso, publicado pela Editora Unipro.
Não sei se você já ouviu falar dela: filha do bispo Edir Macedo (já torceu o nariz?), casada com o Renato Cardoso, é apresentadora do Escola do Amor na Rede Record (torceu o nariz de novo?).
O livro, segundo o site da Livraria Cultura, não é simplesmente uma coletânea de artigos sobre a essência da mulher. O objetivo de sua autora, Cristiane Cardoso, é ir além e promover a transformação real do leitor, de dentro para fora. Sabendo que mudanças não acontecem da noite para o dia com a simples leitura de um livro, Cristiane aborda temas de importância para toda mulher. E todos esses temas apontam para o fato de que é preciso enxergar a vida mudando a nossa perspectiva. A partir dessa atitude, a autora defende que é possível ser uma mulher melhor em todos os sentidos. Como lidar com seus problemas? Quando um relacionamento funciona? C…